Da borda à nuvem

O que é da borda à nuvem?

Da borda à nuvem refere-se ao fato de que os dados empresariais não estão mais confinados ao data center; estão sendo gerados na borda em quantidades cada vez maiores, processados e armazenados na nuvem e usados por uma força de trabalho global cada vez mais distribuída.

O ambiente moderno da borda à nuvem

À medida que as empresas geram dados de dispositivos de Internet das Coisas (IoT) , sensores inteligentes e outros dispositivos na borda de suas redes, esses dados devem ser coletados, armazenados e processados. Para extrair insights de negócios desses dados, eles devem fluir perfeitamente entre bordas, nuvens, data centers e usuários em uma ampla variedade de locais e ambientes de trabalho.

Soluções, produtos ou serviços relacionados da HPE

Por que da borda à nuvem é necessária?

Um impulsionador para a abordagem da borda à nuvem de hoje é a crescente necessidade de tomada de decisão conduzida por dados em tempo real, especialmente na borda. Por exemplo, as tecnologias de direção autônoma dependem de sistemas de inteligência artificial (IA) e machine learning (ML) que possam determinar, em uma fração de segundo, se um objeto na rua é outro veículo, uma pessoa ou um pedaço de entulho da estrada.

O que é uma plataforma da borda à nuvem?

Uma plataforma da borda à nuvem é desenvolvida para levar a experiência de nuvem a todos os aplicativos e dados de uma organização, independentemente de onde eles residam. Ela oferece uma experiência de usuário consistente com a segurança como um componente crítico de seu design. Permite também que as empresas busquem novas oportunidades de negócios com a simplicidade de apontar e clicar para fornecer novos serviços, bem como a capacidade de expansão para atender às demandas de negócios em constante mudança.

Como funciona uma plataforma da borda à nuvem?

Para oferecer uma experiência de nuvem em todos os lugares, uma plataforma precisa incorporar várias características definidoras:

Autoatendimento: As empresas precisam da capacidade de ativar recursos de maneira fácil e rápida para novos projetos, como novas máquinas virtuais (VMs) ou serviços para contêineres ou MLOps. A simplicidade de apontar e clicar permite que os usuários selecionem e implantem os serviços de nuvem de que precisam. Uma verdadeira plataforma da borda à nuvem também deve fornecer uma visão dos custos, uso e capacidade de previsão em toda a propriedade de TI híbrida, incluindo ativos na nuvem pública.

Rapidamente escalável: Para cumprir a promessa de agilidade da nuvem, uma plataforma precisa incluir capacidade de buffer integrado, para que, quando mais capacidade for necessária, ela já esteja instalada e pronta para ser usada. A redução da capacidade também deve ser simplificada, tornando possível alinhar o uso da infraestrutura com as necessidades dos negócios.

Pagamento conforme o uso: O faturamento deve ser baseado na capacidade real usada, para que os negócios possam colocar novos projetos em funcionamento sem grandes custos iniciais e atrasos na aquisição. Isso elimina o excesso de provisionamento desnecessário e o risco de interrupções causadas pelo provisionamento insuficiente.

Gerenciado para você: Uma plataforma da borda à nuvem deve aliviar a carga operacional de gerenciar e atualizar a infraestrutura, para que a TI possa se concentrar na construção dos negócios e na geração de receita. Para atender às necessidades de segurança das empresas, uma plataforma da borda à nuvem também deve fornecer segurança de classe empresarial pronta para produção, juntamente com a garantia de saber que os dados e os aplicativos permanecem nas próprias instalações de uma organização (ou de um provedor de colocation) e sob seu controle. Essa abordagem também apoia as metas de sustentabilidade ao implantar equipamentos modernos com eficiência energética e eliminar a infraestrutura subutilizada.

 

POR QUE É IMPORTANTE UMA ABORDAGEM DA BORDA À NUVEM?

Organizações ao redor do mundo estão adotando a transformação digital, mas em muitos casos, elas devem reexaminar a capacidade de sua infraestrutura de tecnologia existente para atender às demandas de crescimento de dados, expansão de borda, IoT e forças de trabalho distribuídas. Com os dados sendo gerados e consumidos em nuvens, bordas, data centers e colocations, há um risco significativo de formação de silos de informações em toda a empresa, limitando a capacidade de uma organização de tomar decisões eficazes e conduzida por dados.

Embora a maioria dos dados ainda resida no local, espera-se que outros tipos de dados coletados, processados e gerenciados na borda, fora dos data centers tradicionais ou das nuvens públicas, cresçam significativamente no futuro próximo. Gerenciar fluxos de trabalho nesses locais remotos, além de no local, para garantir conectividade, conformidade e segurança sempre em operação com a maior eficiência de custos, não é uma tarefa fácil. Isso requer plataformas, recursos e serviços de consultoria que permitam que as empresas gerenciem, protejam e capitalizem todos os seus dados, da borda à nuvem.

Uma abordagem da borda à nuvem oferece uma experiência unificada com a mesma agilidade, simplicidade e flexibilidade de pagamento conforme o uso em toda a propriedade de TI híbrida de uma organização. Isso significa que as empresas não precisam mais fazer concessões para executar seus aplicativos de missão crítica, e os serviços de dados empresariais cruciais podem aproveitar os recursos no local e a nuvem pública.

 

COMPUTAÇÃO DE BORDA VS. COMPUTAÇÃO EM NUVEM

Tanto a computação de borda quanto a computação em nuvem ocorrem fora do data center tradicional; a localização exata dessa computação é a diferença entre esses dois conceitos.

Computação em nuvem

A computação em nuvem é um modelo de entrega no qual armazenamento, servidores, aplicativos e muito mais são entregues remotamente pela internet. Nesse modelo, os usuários acessam recursos virtuais de computação, rede e armazenamento disponibilizados online por um provedor remoto. Em vez de ter que comprar e manter uma extensa infraestrutura de computação, armazenamento e outras infraestruturas de TI, grande parte dessa responsabilidade é assumida pelo provedor de serviços em nuvem.

Computação de borda

A computação de borda pode ser considerada uma evolução da computação em nuvem, nascida da ascensão das redes 5G e da IoT. Ela permite que as empresas realizem análises abrangentes de dados coletados na borda sem a infraestrutura de TI de um data center tradicional. A computação de borda tem muitas aplicações possíveis, incluindo segurança e monitoramento médico, veículos autônomos, videoconferência e experiências aprimoradas do cliente.

Em um nível básico, a computação de borda otimiza a quantidade de dados que as empresas e organizações podem processar em determinado período e, como resultado, elas estão aprendendo mais e revelando insights em um ritmo incrível. Com dados mais detalhados de uma variedade de locais de computação de borda multiacesso, os negócios estão mais bem equipados para prever, gerenciar, preparar e se adaptar a demandas futuras usando dados históricos e quase em tempo real e processamento escalável e flexível sem os custos e restrições das opções de TI mais antigas.

As empresas não precisam fazer uma escolha binária entre computação de borda e computação em nuvem. Os dois modelos são complementares e cada um é adequado para diferentes casos de uso. Uma plataforma da borda à nuvem permite que as empresas empreguem cada modelo onde for mais sensato para os negócios, mantendo as informações fluindo por toda a rede empresarial.

 

Benefícios da tecnologia da borda à nuvem

A experiência da borda à nuvem oferece vários benefícios para as empresas:

  • Obter maior agilidade: As plataformas da borda à nuvem oferecem às empresas a flexibilidade de responder rapidamente às solicitações dos negócios, capitalizar as oportunidades de mercado quando elas surgem e acelerar o tempo de chegada ao mercado de novos produtos.·       
  • Modernizar aplicativos: Mesmo cargas de trabalho de missão crítica que não são adequadas para serem movidas para a nuvem pública podem ser executadas com eficiência nas plataformas como serviço atuais. Além disso, serviços de nuvem podem ajudar as empresas a obter os benefícios da tecnologia de contêineres, incluindo economia no uso de computação e memória, desenvolvimento acelerado de aplicativos e portabilidade de execução em qualquer lugar.
  • Aproveitar o poder dos ambientes de nuvem híbrida sem as complexidades: A plataforma da borda à nuvem oferece as vantagens da adoção da nuvem híbrida sem os desafios de gerenciamento que a acompanham. Os aplicativos executados em uma plataforma como serviço mantêm a experiência familiar do usuário. Eles podem manter as associações de aplicativos existentes, e os usuários não precisam aprender novas habilidades ou processos.
  • Desenvolver estratégias de nuvem híbrida com confiança: Com tecnologias da borda à nuvem, as empresas podem criar facilmente a combinação ideal de ativos no local e externos e alternar rapidamente entre eles à medida que as condições dos negócios e do mercado mudam. Uma plataforma da borda à nuvem pode até permitir o monitoramento e gerenciamento de recursos de nuvem pública .
  • Perceber o valor transformacional de aplicativos e dados: Alguns conjuntos de dados são simplesmente grandes demais ou críticos para os negócios para efetuar a migração para a nuvem. Uma plataforma da borda à nuvem oferece disponibilidade máxima e latência mínima para ativos de dados. Ela fornece uma maneira poderosa de criar e limpar data lakes e extrair informações vitais por meio de análise e IA

 

Como a HPE pode ajudá-lo a se adaptar a um mundo da borda à nuvem?

A HPE torna a experiência de nuvem moderna possível em todos os lugares – em bordas, instalações de colocation, data centers e multicloud – com a plataforma da borda à nuvem HPE GreenLake. Essa plataforma permite que os clientes transformem e modernizem suas cargas de trabalho em um modelo operacional em nuvem, otimizem e protejam aplicativos da borda à nuvem e alcancem uma posição pronta para o futuro capaz de abordar e aproveitar todas as formas de dados, independentemente da localização. Ela apresenta um amplo portfólio de serviços de nuvem, como operações de machine learning (operações de ML), contêineres, armazenamento, computação, VMs, proteção de dados e muito mais, entregues em suas instalações em menos de 14 dias e sem custo inicial. A medição sofisticada permite um faturamento de pagamento conforme o uso preciso e transparente que expande e retrai com o uso. E com monitoramento e gerenciamento 24 horas por dia, 7 dias por semana, a HPE assume o trabalho pesado associado ao gerenciamento da infraestrutura.

A plataforma unificadora HPE GreenLake Central faz a conexão de tudo, centralizando operações e insights em toda a propriedade híbrida. Nessa plataforma de autoatendimento, os usuários simplesmente apontam e clicam para obter informações atualizadas sobre seus custos e capacidade ou acesso fácil a recursos de gerenciamento de contêineres, máquinas virtuais e outros serviços aos quais estão inscritos.

Simplificando ainda mais a experiência da borda à nuvem, temos o HPE GreenLake Lighthouse, que fornece uma experiência operacional integrada e inteligente para executar e gerenciar facilmente diferentes soluções otimizadas para cargas de trabalho. É uma infraestrutura segura e nativa da nuvem que elimina todo o processo de pedir e esperar por uma nova configuração, permitindo que os clientes adicionem novos serviços de nuvem com apenas alguns cliques no HPE GreenLake Central e os executem simultaneamente em apenas alguns minutos. Os clientes podem usar o HPE GreenLake Lighthouse para executar uma variedade de serviços de nuvem em qualquer local, seja em seu data center, com um provedor de colocation de sua escolha ou na borda.

Nativo da nuvem e inteligente, o HPE GreenLake Lighthouse foi desenvolvido com Software HPE Ezmeral para otimizar de forma autônoma diferentes serviços e cargas de trabalho de nuvem, compondo recursos para oferecer o melhor desempenho, o menor custo ou um equilíbrio de ambos, dependendo das prioridades de negócios.

Para empresas que buscam adotar uma abordagem conduzida por dados para alcançar o modelo operacional de nuvem ideal em todos os ambientes, a Estrutura de adoção da borda à nuvem HPE pode ajudar. Ela aproveita a experiência da HPE no fornecimento de soluções no local para atender a um amplo espectro de necessidades dos negócios para clientes em todo o mundo. A HPE identificou várias áreas críticas que as empresas devem avaliar e medir para executar um modelo operacional de nuvem eficaz.