Computação em nuvem

O que é computação em nuvem?

A computação em nuvem é um modelo de fornecimento em que armazenamento, servidores e aplicativos, dentre outros, são entregues por meio da internet. Ela é fornecida sob demanda e como serviço, geralmente na forma de pagamento conforme o uso. “A nuvem” não é um lugar físico, mas um método de gerenciar os recursos de TI que substitui em grande parte máquinas locais e data centers privados. No modelo da computação em nuvem, os usuários têm acesso a recursos virtuais de computação, rede e armazenamento disponibilizados on-line por um provedor remoto. Em vez de ter de comprar e manter um extenso armazenamento de computação e outra infraestrutura de TI, além de precisar de conhecimento especializado interno para gerenciar esse equipamento, boa parte dessa responsabilidade é assumida pelo provedor de serviços de nuvem.

A mudança para a nuvem

Antes de a computação em nuvem ser disponibilizada, as empresas tinham de armazenar todos os seus dados no próprio equipamento interno, que precisava ser gerenciado e mantido. Se determinada empresa de repente precisasse de mais capacidade devido ao lançamento de um novo produto ou aumento imprevisto de pedidos por exemplo, eles precisavam comprar e instalar uma nova infraestrutura de hardware, software e rede. Esse processo demorado podia, muitas vezes, limitar as oportunidades dos negócios.

Soluções, produtos ou serviços relacionados da HPE

Provisionamento e expansão instantâneos

Atualmente, os recursos de computação em nuvem podem ser provisionados instantaneamente por meio da internet e expandidos e retraídos conforme necessário. As empresas então pagam apenas pelos recursos que utilizam, à medida que os utilizam, geralmente com frequência mensal, sem a necessidade de se preocupar com o gerenciamento de capacidade, atualizações de hardware ou outras tarefas de manutenção e gerenciamento.

Modelos de computação em nuvem: IAAS, PAAS e SAAS

A computação em nuvem pode ser dividida em três categorias como serviço (aaS). A opção mais fundamental para as empresas é a infraestrutura como serviço (IaaS). Com a IaaS, os usuários acessam os recursos básicos da infraestrutura, como o espaço do servidor, o armazenamento de dados e a rede, que podem ser provisionados por meio de uma API. Os administradores de sistema dentro da empresa são responsáveis pelo gerenciamento dos bancos de dados, aplicativos, medidas de segurança e outros fatores da empresa, enquanto o provedor de computação em nuvem gerencia os servidores, os discos rígidos, a rede e o armazenamento. Este modelo é o que mais se aproxima de replicar a funcionalidade de um data center tradicional em um ambiente hospedado.

A Plataforma como Serviço (PaaS) oferece um ambiente completo de desenvolvimento, de modo que os desenvolvedores não precisam lidar diretamente com a camada de infraestrutura ao implantar ou atualizar aplicativos. Além dos elementos da IaaS, a PaaS inclui várias ferramentas e softwares que os desenvolvedores precisam para criar, testar e executar seus aplicativos. Com a PaaS, os desenvolvedores podem se concentrar em tarefas criativas sem se preocuparem com o gerenciamento de sistemas operacionais, bancos de dados, middleware e ferramentas de desenvolvimento.

O software como serviço (SaaS) é a categoria que a maioria dos usuários provavelmente está mais familiarizada. Os aplicativos de SaaS foram projetados diretamente para usuários finais, com a infraestrutura subjacente permanecendo nos bastidores. Os usuários geralmente acessam o servidor pelo navegador da Web ou aplicativos, e o faturamento geralmente é por usuário ou por licença. Dos aplicativos de negócios, como programas de processamento de texto e planilhas, até aplicativos de gerenciamento do relacionamento com o cliente (CRM) e de gerenciamento de recursos empresariais (ERM), pacotes de edição de fotos e plataformas de hospedagem de vídeo, os aplicativos de SaaS oferecem uma enorme gama de funcionalidades na nuvem.

Opções de implantação de computação em nuvem: pública, privada e híbrida

Os modelos de implantação de nuvem são definidos por onde a infraestrutura de nuvem está fisicamente localizada, quem tem controle da infraestrutura e como os serviços de nuvem são disponibilizados para os usuários. Três modelos de computação em nuvem são os mais relevantes no espaço empresarial e cada um atende a diferentes necessidades dos negócios.

A nuvem pública é o modelo clássico, na qual um provedor de serviços de nuvem (CSP) possui, mantém e gerencia a infraestrutura de nuvem compartilhada. Os serviços são entregues por meio da Internet aberta. Os maiores provedores de serviços de nuvem com data centers que permitem expansão maciça são chamados de hyperscalers, por exemplo a Amazon Web Services (AWS), a Google Cloud Platform (GCP) e o Microsoft Azure. Os principais benefícios da nuvem pública são: capacidade de expansão sob demanda e preços com pagamento conforme o uso. Os usos comuns da computação de nuvem pública incluem compartilhamento de arquivos, serviço de e-mail e desenvolvimentos e testes de aplicativos.

A nuvem pública opera por trás de um firewall na intranet de uma empresa e é hospedada em um data center no local ou colocalizado. Nesse modelo, a infraestrutura é usada por uma única organização e pode ser configurada e gerenciada de acordo com as necessidades específicas dessa empresa. Os dados armazenados em uma nuvem privada permanecem totalmente sob o controle da empresa. As nuvens privadas costumam ser usadas para aplicativos seguros e de missão crítica, porque esse modelo trata melhor as questões de privacidade e segurança de muitas organizações.

A nuvem híbrida permite que as empresas utilizem soluções de computação em nuvem públicas e privadas, incluindo o uso de diferentes provedores de nuvem pública. Com a nuvem híbrida, as organizações podem aproveitar a vantagem dos pontos fortes de cada modelo de nuvem. Ela também proporciona flexibilidade e capacidade de expansão, protege operações e dados confidenciais e minimiza a dependência em um único CSP. Um benefício significativo dos sistemas de nuvem híbrida é que eles não têm um único ponto de falha e são uma opção atraente para empresas que lidam com cargas de trabalho altamente variáveis.

Serviços de nuvem HPE GreenLake

Muitas empresas valorizam a flexibilidade inerente e a facilidade de uso da experiência de computação em nuvem. No entanto, 70% dos aplicativos e dados empresariais ainda permanecem fora da nuvem pública.%20IDC%2C%20%E2%80%9CIDC%20Cloud%20Pulse%20Q119%2C%E2%80%9D%20junho%20de%202019.%20Inclui%20n%C3%A3o%20nuvem%20no%20local%2C%20nuvem%20privada%20no%20local%20e%20nuvem%20privada%20hospedada. Problemas como gravidade dos dados, conformidade, dependência de aplicativos, desempenho e segurança exigem que alguns aplicativos e dados permaneçam hospedados em colocations, data centers e, cada vez mais, na borda. O HPE GreenLake traz a experiência de nuvem para seus aplicativos e dados, não importa onde eles residam, e entrega visibilidade e controle para todas as suas nuvens em um único modelo operacional.

portfólio líder de mercado de serviços de nuvem HPE GreenLake conta com componentes modulares que disponibilizam às cargas de trabalho uma pilha de infraestrutura, software e serviços. Esse hardware e software pré-configurados e otimizados para as cargas de trabalho podem ser entregues em até apenas 14 dias em sua instalação de data center próprio ou colocalizado. As soluções estão disponíveis para diversas cargas de trabalho, como:

Migrar para a nuvem híbrida, com sua combinação de recursos no local, na borda ou na nuvem pública, é um processo complexo e demorado. Ele requer que você determine a combinação certa de opções de destino para seus aplicativos de negócios e permite que você coloque em prática um plano de migração de nuvem híbrida. HPE Right Mix Advisor oferece uma análise objetiva e conduzida por dados que prepara sua empresa para uma migração bem-sucedida para a nuvem híbrida. O serviço utiliza a experiência da HPE e os insights recebidos de muitos projetos de migração de aplicativos empresariais bem-sucedidos.

A HPE também entrega serviços para gerenciar seu ambiente de nuvem híbrida de ponta a ponta. Esses serviços aliviam a carga do gerenciamento e capacitam você para acessar, consumir, monitorar e controlar toda a sua infraestrutura e seus serviços na nuvem no local e fora do local usando uma única plataforma de cliente, independentemente do fornecedor. Nossos serviços de gerenciamento premiados utilizam um pacote avançado de ferramentas, IP, processos e melhores práticas integrados para gerenciar e otimizar todo o seu ambiente de nuvem híbrida, proporcionando muito menos tempo até obtenção de valor e reduzindo custos e riscos. %20A%20Hewlett%20Packard%20Enterprise%20ganhou%20o%20pr%C3%AAmio%202020%20STAR%20por%20inova%C3%A7%C3%A3o%20em%20adapta%C3%A7%C3%A3o%20estrat%C3%A9gica%20de%20servi%C3%A7os%20gerenciados%20%5Blink%3A%20https%3A%2F%2Fwww.tsia.com%2Fblog%2Ftsia-star-award-winner-for-managed-services%5D%20da%20Associa%C3%A7%C3%A3o%20da%20Ind%C3%BAstria%20de%20Servi%C3%A7os%20e%20Tecnologia%20%28TSIA%29.