Uma jornada de supercomputação inspirada na curiosidade

A história dos supercomputadores Cray

Ampliando os limites do que é possível

Tudo começou com a visão de uma única pessoa. Seymour Cray adorava a arte de desenvolver computadores. Ele adorava o desafio de induzir cada vez mais velocidade nos circuitos e cabos. E era fascinado por fazer tudo isso com elegância e simplicidade.

Seymour criou a Cray Research em 1972 para levantar novas questões. Para realizar sua visão dos sistemas de computação mais rápidos do mundo. Ele achou que seria impossível, mas não deu importância e voltou ao seu trabalho.

Com sua visão e um pequeno grupo de engenheiros, Cray produziu o supercomputador Cray-1. Uma obra de arte da engenharia, o Cray-1 reescreveu a tecnologia da computação, desde o processamento até o resfriamento e a embalagem. E marcou uma empresa e um setor para sempre na história.

Do Cray-1 à HPE Cray

No início, a missão da Cray Research era construir os computadores mais rápidos do setor e liderar uma computação científica de larga escala. Mas, à medida que a empresa viu o que as pessoas podiam fazer com esses sistemas, a missão evoluiu. A mera velocidade foi expandida para incluir o compromisso de ajudar a resolver os problemas científicos e industriais que tornam o mundo mais seguro, saudável e inteligente.

A HPE compartilhou a visão que começou com Seymour Cray. Em 2019, a HPE adquiriu a Cray e, com isso, começou um novo capítulo em uma jornada de supercomputação contínua e vibrante. 

+ mostrar mais