desktop virtual

O que é um desktop virtual?

Um desktop virtual é uma estação de trabalho que existe virtualmente e pode ser acessada de qualquer local pela internet. O desktop virtual tem uma imagem de um sistema operacional que é compartilhada por outras máquinas virtuais em uma rede central.

O aumento no número de desktops virtuais

À medida que os trabalhos remoto e híbrido são amplamente adotados, as empresas têm recorrido cada vez mais aos desktops virtuais para dar suporte às forças de trabalho dispersas. Os departamentos de TI implementaram ambientes de escritório virtuais com dezenas, centenas ou milhares de desktops virtuais em operação. 

O gerenciamento central entrega segurança

Esses desktops virtuais contam com a imagem de um sistema operacional para que funcionem usando um sistema que seja hospedado e compartilhado em outro local em um data center. E como o data center é fisicamente hospedado em um local diferente e gerenciado centralmente, os desktops virtuais podem se tornar mais seguros do que o escritório físico, onde vários computadores precisam ser gerenciados separadamente.

Quais são os diferentes tipos de desktop virtual?

A virtualização de desktop pode ser alcançada de cinco maneiras. Cada método possui seus pontos fortes e fracos, portanto, o caso de uso individual precisa ser cuidadosamente considerado para garantir sucesso.

  • Provisionamento de sistema operacional – Um método em que o sistema operacional é enviado para uma máquina virtual no data center ou para uma máquina real em um desktop físico. Em ambos os casos, é necessário ter conexão constante com o data center, portanto, o uso de laptops não é recomendado, e os desktops reais podem precisar de suporte significativos de hardware.
  • Serviços de desktop remoto (RDS) – Quando a virtualização é alcançada em um data center, liberando recursos para o cliente. Neste caso, somente uma instância de um aplicativo ou sistema operacional é hospedada em um servidor compartilhado, portanto, o RDS é bastante econômico.
  • Hipervisores de cliente – Quando um cliente possui um hipervisor diretamente em um desktop, que permite a execução de várias máquinas virtuais de uma vez. Embora o hardware local geralmente tenha um melhor desempenho do que qualquer coisa que o servidor de dados hospede, é improvável que o hipervisor do cliente terá o hardware necessário para dar suporte a ele. Isso significa que a VM provavelmente não funcionará nele.
  • Desktops virtuais hospedados no lado do cliente – Onde as máquinas virtuais são posicionadas para operar em cima do sistema operacional, permitindo acesso a qualquer lugar e a qualquer momento. Isso significa que, essencialmente, existem dois sistemas operacionais atuando, o que aumenta a chance de que as VMs vão funcionar. No entanto, usar esse método geralmente requer intenso treinamento/aderência do administrador do sistema.
  • Virtualização de aplicativo – Quando os aplicativos são isolados do sistema operacional do usuário e executados de forma completamente independente. Essa separação permite que uma variedade de aplicativos seja executada na mesma plataforma ao mesmo tempo sem interferência entre eles. Ao usar um contêiner para entregar uma “cesta” de aplicativos, os administradores podem gerenciar o pool de aplicativos da organização com mais eficiência.

Quais são os benefícios dos desktops virtuais?

Inerentemente flexível e simples de usar, os desktops virtuais oferecem muitas vantagens.

  • Segurança – Um enorme benefício para as organizações, cada dispositivo é isolado dos dados confidenciais e recursos proprietários, para que assim qualquer perda ou roubo não compromete ambos.
  • Gerenciamento – Como os desktops virtuais são gerenciados centralmente, eles podem ser rapidamente atualizados e mantidos em todos os locais distantes.
  • Flexibilidade – Os administradores podem alocar e configurar rapidamente os desktops virtuais, reduzindo a necessidade de provisionar dispositivos físicos que podem não ser necessários por muito tempo.
  • Custo – Sem muita necessidade de manutenção ou equipamento físico, os desktops virtuais oferecem uma vantagem distinta de custos.
  • Poder computacional – O real poder que executa os desktops virtuais vem do centro de controle de dados, que é muito mais poderoso do que os clientes “thin” tipicamente usados.
  • Produtividade – Alguns estudos indicam que o trabalho remoto pode aumentar a eficiência do funcionário e, portanto, a produtividade.
  • Recuperação – Outra vantagem importante ao isolar dispositivos finais dos dados e aplicativos é que todos esses recursos são armazenados centralmente e passam por backup regularmente.

Qual é a diferença entre desktops virtuais e máquinas virtuais?

Algumas diferenças simples separam um desktop virtual de máquinas virtuais.

Em primeiro lugar, uma máquina virtual é simplesmente um arquivo que está operando como um computador físico.  Uma VM tem sua própria CPU, armazenamento, memória e interface de rede, portanto, funciona como um computador dentro de um computador. Contudo, uma VM ainda precisa de certo hardware físico, como um hipervisor, disco rígido RAM e interface de rede. No entanto, uma VM usa o sistema operacional da mesma forma que uma máquina física, portanto a experiência do usuário é praticamente idêntica. Além disso, como o sistema operacional permanece separado, uma VM pode executar simultaneamente aplicativos e processos que de outra forma poderiam interferir um ao outro.

Um desktop virtual é criado por máquinas virtuais. Um desktop virtual espelha a usabilidade de um computador físico sem todas as estruturas que até mesmo uma máquina virtual possui (CPU, armazenamento, memória, etc.). Um desktop virtual toma todos os elementos de um espaço de trabalho físico e armazena-os em um servidor. A experiência de usar um desktop virtual é essencialmente a mesma de se usar um computador físico.

Como os desktops virtuais melhoram o trabalho?

À medida que as organizações expandem rapidamente seus locais de trabalho virtuais, é possível aprender com as seguintes aplicações, não importa em qual setor sua empresa atua:

Educação: a Universidad Americana enfrentou aumento na demanda por mais ofertas de educação virtual e implementou uma nova composable infrastructure para melhorar sua agilidade de TI. Com essa mudança, a universidade pôde responder rapidamente às demandas acadêmicas, reduzir custos de TI e melhorar a experiência do usuário. O uso de automação permitiu que eles fornecessem rapidamente servidores e desktops virtuais para alunos de todos os lugares, liberando a equipe para se concentrar em inovação, em vez de administração da TI.

Construção: quando uma grande varejista renovou suas lojas, ao invés de enviar uma pessoa para inspecionar o trabalho que estava sendo feito, eles usaram realidade aumentada (AR) para que a pessoa pudesse ver o espaço físico remotamente. A AR permitiu que os trabalhadores do projeto andassem pela loja para que os inspetores pudessem conhecer o site de uma perspectiva realista e 3D. Por causa disso, o varejista conseguiu limitar a maior parte do deslocamento necessário para diversas inspeções.

Telemedicina: usar soluções virtuais pode expandir o alcance das equipes de saúde de hoje e fornecer aos pacientes um tratamento mais seguro e mais imediato quando e como eles precisam. Trabalhar em ambientes virtuais permite que a equipe garanta a segurança dos prontuários dos pacientes e mobilize e proteja arquivos de imagens médicas. Um ambiente virtual oferece a velocidade e a precisão para melhorar os resultados médicos e aprimorar as experiências clínicas ao ponto de personalizar os cuidados no tratamento de casos mais complexo.

Manutenção de instalações: Desktops virtuais são adequados até mesmo para reparo e manutenção de equipamentos no local. Por exemplo, quando um trabalhador de um instalação precisa reparar ou manter um equipamento desconhecido, ele pode se comunicar com um técnico mais experiente em um espaço de trabalho remoto. O trabalhador pode usar um headset e ser guiado em uma operação exatamente como se o especialista estivesse trabalhando fisicamente ao lado dele. Essa pessoa remota pode acompanhar o que a equipe no local está vendo e direcioná-la adequadamente. Eles podem também desenhar círculos ao redor de coisas no campo visual ou digitar no campo de visão para ajudar a pessoa no local a se concentrar em peças que precisam ser manuseadas. 

Projete seu espaço de trabalho ágil com o conhecimento especializado da HPE

A HPE entrega as soluções certas para cada desafio com as plataformas mais seguras do mundo. Com a HPE, você pode implementar soluções de VDI rapidamente, como as seguintes:

ProLiant Rack: Modernize o seu data center com os servidores otimizados para rack da HPE, que fornecem desempenho, resiliência e capacidade de expansão para as principais cargas de trabalho B2B críticas. O rack ProLiant oferece desempenho de próxima geração com até 60% de ganho de desempenho e 27% de aumento em núcleos. Você também conta com o benefício de recursos de rede e perfis de carga de trabalho otimizados automaticamente e problemas de TI resolvidos de forma automática com a IA de análise preditiva InfoSight HPE e HPE iLO5.

Synergy: o Synergy é a primeira composable infrastructure definida por software para ambientes de nuvem híbrida. Ele permite compor fluid pools de recursos físicos e virtuais de computação, armazenamento e malha em qualquer configuração, para qualquer carga de trabalho, sob uma API unificada, tudo disponível como serviço e entregue pela HPE.

Moonshot: o Sistema HPE Moonshot usa uma nova e inovadora arquitetura que alinha módulos desenvolvidos para propósito específico à carga de trabalho certa para oferecer resultados ideais para seu ambiente de hospedagem dedicado. Diferentemente dos servidores tradicionais, o sistema Moonshot combina componentes de chassi que lidam com gerenciamento, rede, armazenamento, cabos de alimentação e ventiladores de resfriamento em um único chassi. Ele é capaz de suportar 45 servidores por chassi de 4,3U. Isso permite que você gere mais receita com uma área ocupada menor enquanto reduz seus custos operacionais.

VMware®: HPE Client Virtualization com VMware Horizon View permite que você reduza os riscos para os negócios, a complexidade e o custo de gerenciamento de desktop e, ao mesmo tempo, continue fornecendo aos usuários finais a funcionalidade de um desktop independente. É uma solução para a substituição do desktop, que fornece às equipes de TI a flexibilidade para oferecer e atualizar rapidamente desktops em qualquer dispositivo.

Citrix: a HPE traz arquiteturas inovadoras e comprovadas para o data center na nuvem e a borda, aliadas a espaços de trabalho digitais seguros Citrix para unificar o acesso aos aplicativos e dados que as pessoas precisam para ser mais produtivas. A parceria entre a Citrix e a HPE permite que a TI implemente e gerencie espaços de trabalho digitais modernos com segurança e de modo mais fácil e mais rápido, e ajuda as empresas a entregarem os resultados certos gerados com aplicativos, dados e infraestrutura.