Levando serviços bancários modernos para todos os cidadãos do programa Digital India

A Índia é um país com 1,3 bilhão de pessoas, com mais da metade delas com menos de 30 anos. A energia dos jovens está transformando a Índia em uma potência econômica global, apesar de o país ainda enfrentar problemas históricos como a pobreza e a corrupção. O Banco Estatal da Índia (SBI) é o maior e mais antigo banco do país. Sendo uma entidade governamental, ele tem uma missão social, que inclui o suporte à iniciativa Digital India, que visa transformar o país em uma sociedade moderna que não usa dinheiro em papel. O SBI também precisa ser um negócio eficiente, satisfazendo os acionistas e introduzindo novos serviços bancários móveis e digitais, para atender às demandas dos clientes. Para suportar esses objetivos, o SBI passou por sua própria transformação digital. Ao refazer a arquitetura de sua pilha de TI para atingir crescimento, eficiência e agilidade de próxima geração, o SBI está pronto para ajudar cada um dos cidadãos da Índia a participar de uma economia em franco crescimento.

Caminhando na direção de uma economia “sem notas”

A campanha Digital India encoraja um maior acesso financeiro, o envolvimento e prosperidade de todos.

A Índia é uma nação de 1,3 bilhão de pessoas, com uma idade média de 27,6 anos. Essa enorme e jovem população está estimulando o crescimento da Índia como uma potência regional e global. O crescimento econômico foi, em média, de 7% ao ano, de 1997 a 2016.

Mas a pobreza continua sendo um problema na Índia: até recentemente, muitos cidadãos não tinham contas bancárias, usando dinheiro vivo para a grande maioria das transações. Isso está mudando, graças às iniciativas governamentais para combater fraudes, evitar a exploração dos trabalhadores em situação informal e fomentar as eficiências digitais. O objetivo: fazer todos os cidadãos participarem do crescimento econômico da Índia.

  • "O primeiro-ministro da Índia está estimulando os cidadãos e comerciantes a entrarem no mundo digital – usarem aplicativos bancários móveis e máquinas de cartão de crédito, em vez de dinheiro em espécie – com o objetivo de criar uma sociedade sem circulação de dinheiro vivo."

    Mrutyunjay Mahapatra, Diretor Geral Adjunto e CIO do Banco Estatal da Índia

Em 2015, o primeiro-ministro Narendra Modi lançou a campanha Digital India, a fim de incentivar o desenvolvimento tecnológico e tornar os serviços governamentais disponíveis online aos cidadãos. Em 2016, o país lançou novos modelos das notas de 500 e 1.000 rúpias, fazendo com que muitos cidadãos abrissem contas bancárias pela primeira vez e conhecessem os sistemas de pagamento eletrônico.

Em 2017, Modi deu continuidade à iniciativa, estimulando os indianos a se transformarem em uma sociedade “sem notas” ou “com menos notas”. Ele pediu aos jovens para ensinarem as tecnologias de mobile banking e e-commerce para 10 famílias, pelo menos, e para os assalariados que insistissem em receber o pagamento no banco.

1,3 bilhão

É a população da Índia

58%

Dos indianos têm menos de 30 anos e entendem de tecnologia

>90%

Dos consumidores, na Índia, fazem transações em dinheiro vivo

O maior banco da Índia

O SBI, de propriedade do governo, é um dos 50 maiores bancos do mundo, com a missão de servir ao povo da Índia.

O Banco Estatal da Índia (SBI) tornou-se um dos bancos do Top 50 global e uma das companhias da Fortune Global 500, quando participou de uma fusão com cinco bancos associados em 2017, levando seu balancete a aproximadamente ₹33 trilhões, com 470 milhões de clientes, 25.000 filiais, 54.000 caixas eletrônicos, 277.000 empregados e operações no mundo todo.

  • "Nós somos mais do que simplesmente um banco, porque afetamos a vida das pessoas de várias formas. O SBI patrocina e participa de atividades de bem-estar social em toda a Índia, estando absolutamente comprometido com a construção da nação."

    Mrutyunjay Mahapatra, Diretor Geral Adjunto e CIO do Banco Estatal da Índia

Com sede em Mumbai, Maharashtra, 51% do SBI é de propriedade do governo da Índia, e 49% são negociados na bolsa de valores de Mumbai. O SBI tem 27% do mercado bancário da Índia e controla 40% das transações e pagamentos com base em bancos. Ativamente envolvido com a construção da nação, o SBI oferece serviços bancários sem fins lucrativos para a comunidade. Arundhati Bhattacharya, a primeira mulher a ser presidente do SBI, foi listada como a 25ª mulher mais poderosa do mundo, em 2016, pela Forbes.

1806

Ano de fundação

37

Países em que opera

750 mil

Contas

Uma instituição com séculos de existência se reinventa para a Era Digital

Atendendo às necessidades da Índia moderna, o SBI trabalha para o crescimento rápido e a transformação digital.

 

O subcontinente indiano deu origem a uma das civilizações mais antigas do mundo – e, ainda assim, aproximadamente metade de sua população tem menos de 30 anos.

O SBI tem essa complexidade dentro de si. Com mais de dois séculos de existência, o banco precisou se reinventar, para se manter relevante para os clientes jovens que entendem tudo de tecnologia e exigem serviços de pagamento móvel rápidos, confiáveis e seguros. Os novos serviços business-to-business precisam chegar rapidamente ao mercado. O SBI é de capital aberto e precisa ser competitivo, como uma empresa, para satisfazer aos seus acionistas.

  • "Conforme o governo da Índia enfrenta os desafios econômicos da nação, o SBI dá o apoio necessário a esses esforços por meio de contas correntes bancárias e novos canais de serviços bancários digitais. Além disso, nossos serviços internacionais devem funcionar perfeitamente, atendendo a várias regulamentações de vários países."

    Mrutyunjay Mahapatra, Diretor Geral Adjunto e CIO do Banco Estatal da Índia

Ao mesmo tempo, 51% do banco é de propriedade do governo e está comprometido com as políticas nacionais de serviço ao cidadão. Quando o governo lançou uma iniciativa para garantir que cada indiano tivesse uma conta bancária, 55% dessa responsabilidade recaiu sobre o SBI. A base de clientes do banco também cresceu quando os bancos associados foram fundidos ao SBI. Além disso, o banco deve se preparar para continuar crescendo tanto dentro quanto fora do país.

Evoluindo de suas raízes no século XIX, o SBI está na vanguarda da transformação digital do país e deve trabalhar como uma instituição moderna e ágil, visando à prosperidade nacional.

211

Anos de funcionamento

Nº 2

Na Índia, no ranking mundial de uso de celulares

US$ 500 bilhões

É o tamanho previsto do setor de pagamentos digitais da Índia, em 2020

Transformando-se em uma empresa de tecnologia com uma licença bancária

O crescimento e os serviços bancários digitais exigem a transformação de TI.

 

O crescimento estonteante, combinado ao surgimento de novos canais digitais, exigiu uma Transformação de TI de uma magnitude que o SBI nunca tinha visto. A base de contas do SBI cresceu de 500 milhões para 750 milhões, por causa das fusões ordenadas pelo governo, e o crescimento contínuo ainda está no horizonte. Os sistemas bancários devem estar prontos para suportar até dois bilhões de contas, juntamente com a explosão de dados resultante disso.

  • "Nós sempre mantivemos nossa infraestrutura atualizada, mas, agora, estamos passando por mudanças gigantescas – além dos novos modelos de fornecimento digital – que tivemos que repensar nossa arquitetura e nosso plano de tecnologia."

    Mrutyunjay Mahapatra, Diretor Geral Adjunto e CIO do Banco Estatal da Índia

O SBI concentrou-se em fazer o upgrade de sua infraestrutura bancária central, modernizar sua rede de caixas eletrônicos e fortalecer a segurança. A rede de agências físicas do SBI é essencial, mas os clientes mais jovens querem serviços digitais. Mais do que isso, hoje apenas cerca de 140 milhões de celulares na Índia são smartphones; consequentemente o SBI precisa de uma infraestrutura híbrida, para oferecer uma experiência tranquila a todos os seus clientes.

Apesar de o SBI estar fazendo um upgrade constante de sua infraestrutura tecnológica nos últimos anos, o banco precisava reprojetar o espaço de seu data center de TI e equipá-lo para as capacidades de próxima geração, a fim de dar suporte ao crescimento dos serviços digitais, como a carteira móvel do SBI. Para isso, ele precisava reinventar sua pilha de tecnologia de TI e a sua arquitetura de data center, para ter custos menores e mais versatilidade.

50%

De crescimento da base de contas, por meio de fusões, em 2017

6

Bancos fundiram-se ao SBI

>50%

Da base de usuários de Internet da Índia têm somente acesso móvel

A arquitetura voltada para o futuro oferece escala, resiliência e segurança

Os testes de benchmark confirmaram a capacidade de expansão até dois bilhões de contas.

 

Para atender às exigências dos clientes de próxima geração, o SBI reprojetou a arquitetura do data center e fez o upgrade de sua pilha de tecnologia de TI, visando maior crescimento e agilidade. Os testes de benchmark de seu aplicativo bancário central interno, na nova plataforma HPE, provaram que o sistema pode se expandir até aguentar um enorme número de clientes.

O aplicativo bancário internacional do SBI foi implantado em uma nova arquitetura de alta disponibilidade, incluindo computação de alto desempenho e armazenamento all-flash da HPE. A configuração virtualizada atende aos padrões bancários globais e permite hospedar bancos de dados que atendem aos requisitos de cada país, incluindo a reconciliação entre zonas no momento certo.

  • "Trabalhando com a HPE, o SBI está progredindo com nossa estratégia e capacidade de TI, para trazer esta instituição, que já tem séculos de história, para a Era Digital. O SBI era o banco dos seus pais – e vai ser o dos seus filhos também."

    Mrutyunjay Mahapatra, Diretor Geral Adjunto e CIO do Banco Estatal da Índia

O SBI está trabalhando com a consultoria da HPE Pointnext em uma engenharia de ponta a ponta, para reinventar seu data center físico. Ele foi um dos primeiros bancos da Índia a adotar uma configuração em três vias, a fim de oferecer redundância total, com um data center principal, uma réplica em hot site e uma instalação para recuperação de desastres, para resiliência máxima. Um novo data center modular, de 9 megawatts, 3995 metros quadrados, Camada III (disponibilidade de 99,982%) está em construção, em Hyderabad, também na Índia.

Para suportar o crescimento de seus serviços bancários móveis, o SBI trabalhou com a HPE e sua parceira, a VMware, para criar uma nuvem privada robusta e expansível. O SBI também está implantando a HPE Composable Infrastructure, para fazer um upgrade no acesso web dos caixas ao sistema bancário central e fortalecer a segurança das filiais com autenticação biométrica dos caixas por impressão digital – um caso de uso que inclui recursos da Internet das Coisas.

Pronto para a prosperidade

Levando os serviços bancários digitais a mais pessoas na Índia, o SBI dá suporte às oportunidades que os cidadãos têm para prosperar na economia global.

Conforme o aumento das oportunidades bancárias trouxe 1,3 bilhão de pessoas da população da Índia para a pulsante economia do país, a nova infraestrutura de alta disponibilidade do SBI está ajudando o banco a ter mais clientes e aumentar a adoção dos serviços bancários móveis, oferecendo uma enorme capacidade de expansão, agilidade de negócios, segurança e uma experiência tranquila para os clientes, por meio de todos os canais de fornecimento do banco, no mundo todo. O aplicativo bancário móvel do SBI, o SBI Buddy Wallet, levou transferências financeiras, compras e o pagamento de contas a mais de 10 milhões de novos usuários, em apenas um ano.

  • "A transformação digital do SBI dá apoio à transformação digital da Índia. O futuro de 1,3 bilhão de pessoas depende de que façamos as coisas do jeito certo. É por isso que confiamos na HPE para ter uma consultoria experiente e soluções tecnológicas de próxima geração."

    Mrutyunjay Mahapatra, Diretor Geral Adjunto e CIO do Banco Estatal da Índia

A infraestrutura altamente disponível permite que o SBI incorpore serviços de e-banking e e-trade como parte de sua expansão global, ao mesmo tempo que atende aos requisitos de conformidade de dúzias de regulamentações, ao redor do mundo. A nova arquitetura de data center modular é flexível, podendo crescer junto com os negócios do SBI, com eficiência energética e versatilidade para atender às demandas de mercado que ainda não podem ser previstas.

Revitalizando a produtividade dos funcionários, para cada dois novos funcionários de TI, o SBI pode escolher 10 funcionários de serviços bancários e de escritório e liberá-los das tarefas operacionais que não agregam valor – e redirecioná-los para iniciativas de Marketing voltadas para o futuro.

Desde o surgimento das margens do rio Indo, há milênios, a civilização da Índia vem se reinventando continuamente. A jornada que eles estão fazendo hoje, rumo ao Digital India, com o suporte das inovações trazidas pela tecnologia do SBI, faz com que todos os cidadãos sejam participantes ativos no futuro global.

2 bilhões

É a capacidade verificada de número de contas

3,5 milhões

De novas contas em três semanas

229%

De aumento no número de usuários do SBI Buddy Wallet no ano anterior

A receita da solução

Desde 2002, o SBI trabalha com a HPE para ter upgrades de tecnologia sem paralisações não planejadas. Recentemente, a HPE Pointnext forneceu serviços de construção para o novo data center do SBI em Hyderabad. As soluções de infraestrutura de alta disponibilidade da HPE – incluindo o HPE Synergy, o armazenamento all-flash 3PAR, o armazenamento HPE XP7, para recuperação de desastres em três vias, e os servidores Superdome – oferecem desempenho expansível para os aplicativos críticos de missão do SBI.